Movme=MOVimento engenharia

Log in

Valor médio na habitação sobe para os 1 153 euros por m2

27 Feb 2018 14:12 | José Cascão (Administrator)


Ver página fonte

O valor médio de avaliação bancária subiu para 1 153 euros em janeiro, 3 euros superior ao observado em dezembro de 2017. Este valor representa um aumento de 0,3% relativamente ao mês precedente e de 4,2% face ao mesmo mês do ano anterior.

Habitação

Em janeiro, o valor médio de avaliação bancária, realizada no âmbito de pedidos de crédito para a aquisição de habitação, subiu para 1 153 euros por metro quadrado (euros/m2).

O valor médio de avaliação dos apartamentos aumentou 5 euros em janeiro, face ao mês anterior, para 1 205 euros/m2. Nas moradias verificou-se uma descida de 2 euros, para 1 065 euros/m2. A nível regional, as maiores subidas para o conjunto da habitação registaram- se na Região Autónoma dos Açores (1,4%) e na Área Metropolitana de Lisboa (0,9%). As únicas descidas verificaram-se na Região Autónoma da Madeira (-1,9%) e no Algarve (-0,3%).

Em comparação com o período homólogo, as avaliações bancárias de apartamentos e de moradias aumentaram 4,9% e 3,0%, respetivamente. A maior taxa de variação homóloga para o conjunto das avaliações verificou-se no Centro (6,3%) e a menor no Alentejo (1,6%).

Valores Médios de Avaliação Bancária de Habitação

(Valores em euros/m2)


Apartamentos

No mês em análise, o valor médio de avaliação bancária de apartamentos foi 1 205 euros/m2. O valor mais elevado foi observado no Algarve (1 448 euros/m2) e o mais baixo no Alentejo (981 euros/m2). Comparativamente com dezembro de 2017, a Região Autónoma dos Açores apresentou a taxa de variação mais elevada (5,1%). O Algarve e a Região Autónoma da Madeira foram as únicas que registaram descida do valor (-0,5% e -2,9% respetivamente) face ao mês precedente.

Em termos homólogos, a Região Autónoma dos Açores registou o crescimento mais expressivo (11,2%) e o Região Autónoma da Madeira a taxa de variação mais reduzida (3,0%).

O valor médio da avaliação para apartamentos T2 situou-se em 1 200 euros/m2, mais 1 euro que no mês anterior. Para os apartamentos T3, outra das tipologias mais avaliadas, observou-se uma subida de 13 euros, tendo o valor médio subido para os 1 152 euros/m2.

Valores Médios de Avaliação Bancária

dos Apartamentos por Tipologia

(Valores em euros/m2)


Moradias

Em janeiro, o valor médio de avaliação bancária das moradias foi 1 065 euros/m2. O valor mais elevado observou-se no Algarve (1 442 euros/m2) e o mais baixo no Centro (927 euros/m2). Comparativamente com dezembro de 2017, a Região Autónoma dos Açores apresentou a maior taxa de variação do valor por metro quadrado (0,8%) e a Região Autónoma da Madeira registou o maior decréscimo (-0,8%). Com a exceção do Algarve (-1,0%) e da Região Autónoma dos Açores (-0,4%), todas as outras regiões observaram aumentos homólogos no valor médio das avaliações de moradias.

Quando comparado com o mês anterior, o valor da tipologia T3 aumentou 2 euros, para 1 050 euros/m2. A moradia tipo T4 apresentou uma descida de 2 euros, para 1 083 euros/m2.


Análise por Regiões NUTS III

De acordo com o Índice do valor médio de avaliação bancária1, em janeiro, o Algarve, a Área Metropolitana de Lisboa, a Região Autónoma da Madeira e o Alentejo Litoral apresentaram valores de avaliação superiores à média nacional. Os valores no Algarve e na Área Metropolitana de Lisboa foram, respetivamente, 25% e 22% superiores ao registado para o País. A região das Beiras e Serra da Estrela foi aquela que apresentou o valor mais baixo em relação à média nacional (-33%).


MovME - ASSOCIAÇÃO PARA A PROMOÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA ENGENHARIA E TECNOLOGIA

Contactos:
Telef: +351 913 788 483

www.movme.pt

movme2017@gmail.com

Endereço:
Lisboa - Guimarães - Vila Real
Powered by Wild Apricot. Try our all-in-one platform for easy membership management